Portal News:

Uso de sacolinhas vai ser banido de supermercados ainda neste mês

A cidade de São Paulo vai aderir, ainda neste mês, ao fim do uso das sacolas plásticas. A solução para os consumidores será o uso das sacolas retornáveis, os antigos carrinhos de feira, caixas de papelão que o próprio mercado doa e a compra de sacolas biodegradáveis (feitas com amido de milho) que serão vendidas por R$ 0,19.
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, assinou em dezembro, um protocolo de intenções com a Associação Paulista de Supermercados (Apas) que prevê, a partir do dia 25 de janeiro, o fim da distribuição de sacolas plásticas em supermercados da capital. O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge, o secretário estadual do Meio Ambiente, Bruno Covas e o presidente da Apas, João Galassi também assinaram o protocolo.
As três maiores redes de supermercados do país, Pão de Açúcar, Carrefour e Walmart aderiram ao projeto e não irão mais distribuir 1,7 bilhão de sacolas descartáveis em suas 600 lojas no estado.
Para atrair a população será lançada uma campanha com propaganda na TV e intervenção nas ruas, com sacolas retornáveis gigantes. Uma das grandes avenidas a receber a campanha será a Avenida Paulista, localizada na região central.
As grifes brasileiras, como Osklen e Cavalera, vão vender sacolas duráveis e biodegradáveis, com o objetivo de fazer com que consumidores mudem o hábito e substituam o plástico.
As sacolas plásticas, que demoram mais de cem anos para se decompor, entopem bueiros, poluem mananciais e intoxicam animais que se alimentam deste material. As biodegradáveis fazem o mesmo mal, porém demoram cerca de dois anos para decomporem-se em aterros sanitários e cerca de seis meses em uma usina de compostagem.
Segundo João Sanzovo, diretor da Apas (Associação Paulista de Supermercado), “a sacolinha é uma comodidade para o supermercado. O fato de não ter uma indústria de compostagem não tira o mérito dessa iniciativa, que vai puxar outras.” No Brasil, existem somente 300 indústrias deste tipo.
Jundiaí e Belo Horizonte foram as primeiras cidades a aderirem a esta nova medida, mas ficaram resistentes quanto à eficácia do projeto. Outros que também dividem esta opinião são os ambientalistas que afirmam que falta infraestrutura para a decomposição das sacolas biodegradáveis.
Fonte: Folha/ Ciclo Vivo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário abaixo. Se quiser uma resposta, deixe seu endereço de e-mail que em breve estaremos respondendo...

Acompanhe-nos
Facebook- www.facebook.com/portaldiscipulos
Twitter- @eliseurosa
E-mail: portaldiscipulos@gmail.com

Deus abençoe!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

© Copyright Portal Discípulos- Portal gospel de notícias do Brasil 2015 | Design by K8 Informática |Powered by Portal Discípulos.