Portal News:

Cuba: manifestantes invandem igreja e pedem audiência com Bento XVI



Os dissidentes estão acampados dentro da Basílica Menor de Nossa Senhora da Caridad, em Cuba
Treze dissidentes cubanos ocuparam uma igreja católica em Havana, exigindo uma audiência com Bento XVI, que deve estar em Cuba no dia 26 de março. Os dissidentes querem que o líder mundial da Igreja Católica pressione o governo comunista cubano para que liberte os presos políticos e ponha fim à repressão.
A Igreja Católica de Cuba condenou o protesto, dizendo que os lugares de culto não devem ser utilizado para manifestações políticas.
O dissidente William Cepera disse que oito mulheres e cinco homens entraram na Igreja da Caridade, no centro de Havana, na noite desta terça-feira. Eles estavam em uma área onde os fiéis normalmente não têm acesso. A igreja foi parcialmente fechada, permitindo a entrada apenas dos peregrinos que vieram para ver a imagem da Virgem da Caridade do Cobre.
“Gostaríamos de falar com o Papa e dizer-lhe que o governo de Fidel e Raúl (Castro) libertou apenas alguns presos, mas muitos outros presos políticos permanecem encarcerados”, disse Cepera.
A Igreja Católica de Cuba tem atuado como mediadora entre os dissidentes e o governo. Nos últimos anos negociaram, com sucesso, a libertação de 75 prisioneiros políticos.
O Papa Bento XVI pretende reavivar a fé cristã dos cubanos durante as celebrações dos 400 anos da aparição da Virgem da Caridade
O porta-voz da Igreja, Orlando Márquez condenou a ação e pediu que o grupo saia imediatamente. “Ninguém tem o direito de perturbar o espírito de celebração dos fiéis cubanos e de muitos outros cidadãos que aguarda com alegria e esperança para a visita do Santo Padre, Bento XVI, a Cuba”, escreveu ele em um comunicado.
A polícia está vigiando a igreja, mas ainda não interveio.
Papa Bento XVI não anunciou que vá atender os dissidentes durante sua viagem. Contudo, ele se encontrará com o presidente cubano, Raul Castro, em Santiago. Também deve visitar o santuário da Virgem da Caridade do Cobre e viajar para Havana, onde celebrará uma missa na praça principal.
Motivo da viagem do Papa
Bento XVI visitará Cuba no dias 26 a 28 de março numa tentativa de reavivar a fé cristã naquele país, declarou o Bispo Jaime Ortega, em programa nacional de televisão, nesta terça-feira, de acordo com a Reuters. A visita coincidirá com as celebrações dos 400 anos da aparição da Virgem da Caridade quando haverá procissões em todo o país.
Para o Cardinal Ortega o fato representa fervor religioso. “Houve um grande interesse da parte do Papa em relação a essa peregrinação porque o Papa tem compromisso com o avivamento da fé em países que foram cristãos antes e agora precisam de evangelização,” disse o cardinal segundo a Reuters.
Líderes católicos acreditam que a visita de João Paulo II, em 1998, foi positiva para a vida dos cristãos cubanos
Durante muitos anos Cuba que ainda mantém um regime comunista, proibiu qualquer manifestação religiosa naquele país. Entretanto, a igreja católica em Cuba experimentou uma despertada durante a visita do Papa João Paulo II em 1998.
“A visita do Papa João Paulo II deu um novo dinamismo ao trabalho pastoral da nossa Igreja. Foi a primeira vez que a comunidade católica convocava publicamente os seus fiéis e falava livremente de Cristo pelas ruas,” disse Monsenhor Jose Felix Perez Riera, em entrevista ao somoscatolicos.com.
Apesar de mudanças ocorridas em Cuba desde a última visita de um papa, incluindo um novo presidente, as dificuldades econômicas continuam as mesmas. “Nestes anos a Igreja contribuiu para melhorar o comportamento ético de todos os habitantes da ilha, mas a nossa sociedade ateia e materialista teve um efeito negativo sobre a população,” disse Monsenhor Riera.
Mas a esperança de um avivamento ainda existe no meio católico através do papa Bento. “Esperamos que com a missão papal traga um avivamento para uma fé adormecida. O Papa reafirmará nossos valores cristãos”, declarou Cardinal Ortega.
Mas o Monsenhor Riera não espera uma mudança com uma ‘simples’ visita. Segundo ele, apesar do programa não prever nenhum encontro com Raul Castro. Sua esperança é a de que durante o encontro do Papa com a família do chefe de estado acabe havendo um contato entre eles.
De acordo com a Reuters, Cardinal Ortega conseguiu negociar em 2010, a liberação de mais de 100 prisioneiros políticos em Cuba e tem sido uma influência nas reformas econômicas. Em dezembro, Raul Castro liberou 2.900 prisioneiros alegando que a visita do Papa seria uma das razões para tal ato.
Fonte: Gospel Prime e The Christian Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário abaixo. Se quiser uma resposta, deixe seu endereço de e-mail que em breve estaremos respondendo...

Acompanhe-nos
Facebook- www.facebook.com/portaldiscipulos
Twitter- @eliseurosa
E-mail: portaldiscipulos@gmail.com

Deus abençoe!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

© Copyright Portal Discípulos- Portal gospel de notícias do Brasil 2015 | Design by K8 Informática |Powered by Portal Discípulos.