Portal News:

Mesmo sem IOF, US$ 1,5 bi deixou o país na semana passada

Montante equivale ao saldo líquido do fluxo cambial. Medidas do BC para conter saída da divisa não adiantaram

Banco Central do Brasil, em Brasília
BC zerou alíquotas de IOF para investimentos estrangeiros em renda fixa e derivativos (Divulgação)
Com o incômodo da alta do dólar, o Banco Central (BC) zerou as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) para algumas operações na tentativa de atrair mais divisas para o país. Contudo, os esforços não foram suficientes para conter a enxurarda de divisas que saíram no país na semana passada. De acordo com dados do BC divulgados nesta quarta-feira, o fluxo cambial líquido amargou mais um resultado negativo. Isso significa que o resultado entre a entrada e saída de dólares do país ficou 1,512 bilhão de dólares no vermelho. Com isso, a tendência vista na primeira semana de junho, de superávit (mais entradas do que saídas) foi revertida.
Os investidores estrangeiros estão receosos com a deterioração do cenário externo e ainda reagiram à expectativa de que o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, reduzisse seu programa de compra de ativos nesta quarta-feira. Essa mudança de postura do Fed implicaria em transferência maciça de recursos investidos em países emergentes em direção aos EUA, onde os investimentos são considerados mais seguros. Contudo, a autoridade monetária anunciou que manterá a política de compra de títulos, mas reiterou perspectivas de reduzi-la no médio prazo.

Segundo o BC, o fluxo cambial foi puxado pelo desempenho negativo de 1,112 bilhão de dólares da conta financeira, por onde passam os investimentos estrangeiros em portfólio, diretos, entre outros. A conta comercial, onde são registrados o movimento da divisa com importação e exportação, teve déficit de 400 milhões de dólares entre os dias 10 e 14.
Na primeira semana do mês, o saldo da conta financeira havia ficado positivo em 1,145 bilhão de dólares e a comercial em 299 milhões de dólares, levando o fluxo total ao superávit de 1,444 bilhão de dólares. Com o resultado da semana passada, o fluxo cambial do acumulado de junho acabou ficando negativo em 69 milhões de dólares, de acordo com o BC.
Neste mês, o dólar tem sido negociado no país com forte volatilidade, imprimindo ritmo de alta frente ao real e chegando cada vez mais próximo do patamar de 2,19 reais, mesmo com atuações do próprio BC para segurar o movimento.
Além de agir via leilões de swap cambial, para conter a escalada da moeda americana, o BC também zerou as alíquotas de IOF para investimentos estrangeiros em operações de renda fixa, há duas semanas, e de derivativos, na semana passada.



Rafael Bistafa, economista da Rosenberg & Associados, destaca que a saída foi moderada, muito influenciada pela volatilidade da semana, mas que ela ainda não configura um quadro permanente de fuga de capital. "Houve uma piora da percepção interna, mas é o cenário internacional que tem mais peso", disse.

Sobre o cenário interno, o analista lembrou que o mercado foi impactado pela decisão da agência de classificação de risco Standard & Poor's de colocar o rating do Brasil com perspectiva negativa, citando o baixo crescimento econômico e a deterioração da situação fiscal do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário abaixo. Se quiser uma resposta, deixe seu endereço de e-mail que em breve estaremos respondendo...

Acompanhe-nos
Facebook- www.facebook.com/portaldiscipulos
Twitter- @eliseurosa
E-mail: portaldiscipulos@gmail.com

Deus abençoe!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

© Copyright Portal Discípulos- Portal gospel de notícias do Brasil 2015 | Design by K8 Informática |Powered by Portal Discípulos.