Portal News:

Pesquisa revela que metade dos evangélicos acredita que oração e estudo bíblico podem curar doenças mentais

Pesquisa revela que metade dos evangélicos acredita que oração e estudo bíblico podem curar doenças mentais
Um terço dos americanos e quase a metade dos evangélicos acreditam que oração e estudo da Bíblia por si só pode superar a doença mental grave. A afirmação é resultado de uma pesquisa recente realizada pela LifeWay Research. A pesquisa também constatou que a maioria dos americanos (68 por cento) se sentiram bem-vindos na igreja se tivessem doenças mentais.
Ed Stetzer, presidente da LifeWay Research, ressaltou sobre o cuidado que os cristãos têm com as pessoas afetadas por doenças mentais. Segundo Stetzer, igrejas são vistas como um lugar que recepciona bem pessoas com depressão, transtorno bipolar ou esquizofrenia.
Porém, ele se preocupa com o fato de alguns cristãos verem a doença mental como uma falha de caráter, em vez de uma condição médica. Ele afirma que cristãos vão para o médico se quebrar a sua perna, mas que alguns tendem a tentar tratar doenças mentais graves com oração.
- Esquecem que a parte fundamental de uma doença mental é a palavra doença. Em uma típica igreja evangélica, metade das pessoas acredita que a doença mental pode ser resolvida apenas por meio da oração e estudo da Bíblia – alerta, segundo o Charisma News.
A pesquisa foi realizada por telefone no mês de setembro, e ouviu 1001 pessoas, das quais 35% concordaram com a afirmação: “Apenas com o estudo da Bíblia e com oração, as pessoas com doença mental grave, como depressão, transtorno bipolar e esquizofrenia poderiam, sozinhas, superar a doença mental”.
Esse número sobe entre os cristãos evangélicos e também entre jovens com idades entre 18 e 29 anos. Nesses grupos, cerca de 50% dos entrevistados concordam com a afirmação. O estudo revelou ainda outras conclusões sobre o tema, como o fato de que 54% dos americanos dizem que as igrejas devem fazer mais para prevenir o suicídio, número que salta para 64% entre os evangélicos.
O estudo mostra ainda que pessoas que nunca frequentaram cultos religiosos são os menos propensos a concordar que as igrejas acolhem bem aqueles com doença mental, enquanto os que frequentam a igreja semanalmente veem as igrejas como locais acolhedores.
Tim Clinton, presidente da Associação de Conselheiros Cristãos Americanos na região de Forest, na Virgínia, comentou o tema afirmando que a espiritualidade pode desempenhar um papel crucial no tratamento da doença mental.
De acordo com Clinton, as igrejas precisam falar mais abertamente sobre o tema, e trabalhar em prol dos tratamentos abordando as preocupações espirituais, emocionais e físicas. Isso, segundo ele, deve envolver aconselhamento e medicação, bem como de oração e estudo da Bíblia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva o seu comentário abaixo. Se quiser uma resposta, deixe seu endereço de e-mail que em breve estaremos respondendo...

Acompanhe-nos
Facebook- www.facebook.com/portaldiscipulos
Twitter- @eliseurosa
E-mail: portaldiscipulos@gmail.com

Deus abençoe!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

© Copyright Portal Discípulos- Portal gospel de notícias do Brasil 2015 | Design by K8 Informática |Powered by Portal Discípulos.